fbpx

Sabemos que, este ano, a conta de luz aumentou e fez a diferença no bolso dos brasileiros. Porém, estima-se que o aumento, que até o momento é de 25%, pode impulsionar a energia solar para residências, já que os consumidores estão buscando alternativas para economizar.

A capacidade de geração de painéis instalados em telhados, fachadas e pequenos terrenos saltou de 4,7 gigawatts (GW) em janeiro para 7,3 GW no início de novembro – uma alta de 53%. Uma potência que equivale a pouco mais da metade da capacidade de geração da usina de Itaipu (14 GW).

Pensando na totalidade, a capacidade de geração solar no Brasil bateu 12 GW na última semana, englobando tanto os projetos residenciais quanto as usinas de grande porte. Isso equivale a pouco menos de 7% de toda a capacidade de geração de energia brasileira, de 180 GW. 

Além disso, as estimativas apontam que a adoção da energia solar pode reduzir as contas de luz de 50 a 90%, em alguns casos. O investimento nas placas pode ser pago em até 120 meses aqui na A2 Energia. 

Para 2022, as projeções da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) é que as contas tenham um aumento médio de 21,04%. Por isso, vale olhar com atenção para a energia solar, que, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar (Absolar), já trouxe ao Brasil mais de R$ 60 bilhões em novos investimentos desde 2012. 

De lá pra cá, a geração solar evitou a emissão de 13,6 milhões de toneladas de CO2 na geração de eletricidade. Atualmente, as usinas solares de grande porte são a sexta maior fonte de geração do Brasil.

A A2 Energia é especialista em energia solar. Para conEnergia solar para residências, invista nessa ideia!ferir mais sobre o nosso trabalho, visite o site, faça uma simulação e marque uma conversa conosco. Vamos chegar juntos ao melhor projeto para a sua residência ou empresa.

Fonte: O Estado de S. Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fill out this field
Campo obrigatório.
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu